Discurso Directo.

"O céu agora está completamente escuro, a luz do sol morreu e nem tenho a lua para o espelhar. Afinal, içar âncora deste sonho não é partir para construir outra realidade, é apenas regressar"

~Pai

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Voltarei


Atravesso um caminho sem fronteiras,
Através de um céu azul.
O sol que me brilha na face,
Reflecte-se nos teus olhos.
A erva dança ao sabor do vento,
As flores cantam melodias de primavera.
Encontro-te, nesta nuvem sozinha,
No infinito céu azul.
Os teus cabelos,
Os teus olhos,
Os teus lábios,
As tuas mãos.
Tão perfeito.
Acho que se pode dizer que sou uma vitima,
Desta doença chamada "amor".
Neste momento apenas desejava parar.
E sonhar.
Desejava nunca acordar,
Nunca me levantar.
Se apenas o meu caminho fosse esse,
Esse caminho tão solene.
Mas acredito que esta ilusão,
Vai deixar de me enganar.
E voltarei a este caminho,
Agora cinzento,
Céu chuvoso e triste.

1 comentário: